Equipes percorrem mais de 1200 km no primeiro dia de expedição

6 maio

As equipes do Circuito Tecnológico Etapa Milho já cumpriram seu primeiro dia de viagem. Na região Oeste foram visitadas 14 propriedades em dois municípios, Campos de Júlio e Sapezal. Por lá, os produtores estão preocupados com a falta de chuva. Ela é necessária neste estágio para fechar o ciclo da lavoura de milho.

05-05 024

No Leste, a equipe rodou pelos municípios de Nova Xavantina e Água Boa. Lá, os técnicos verificaram a presença de culturas que tem a função de recuperação de áreas, como o milheto e a crotalária. Também áreas de primeira safra sendo preparadas para a soja na safra 2014/15.

Já na primeira cidade visitada na região Sul, Alto Taquari, a equipe teve dificuldade de encontrar milho. Muitas áreas foram arrendadas para o plantio de cana-de-açúcar para a usina ETH. Em Alto Garças, duas realidades diferentes, um produtor rural contou que está saindo da atividade porque tem dificuldade em custear a safra e, em outra propriedade, o produtor estava com a lavoura em excelentes condições e boa produtividade, só aguardando a última chuva para fechar a safra.

Na região Norte, a equipe visitou propriedades de Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, percorrendo 291 quilômetros. Foram aplicados nove questionários e preenchidas dez boletas em treze fazendas. O Circuito Tecnológico Etapa Milho é realizado pela Aprosoja e Embrapa, com apoio do IMEA, patrocínio da Syngenta e Agroeste e parceria da Land Rover Caramori.

???????????????????????????????

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: