Problemas na entrega de insumos

17 out

A entrega de insumos continua atrasada em algumas propriedades de Mato Grosso. Durante visita das equipes do Circuito Tecnológico, os supervisores da Aprosoja puderam conferir in loco a situação. Na fazenda Restinga Seca, Élio Zílio, localizada no município de Deciolândia, oeste de Mato Grosso. O produtor destacou que já está com 15%, de um total de 2.600 hectares que cultiva, semeados, mas os defensivos ainda não chegaram. O atraso já passa de 30 dias.

Outra propriedade com problema na entrega de insumos é fazenda Santa Marta, de José Luis Steffen, na mesma região. Segundo relato da supervisora Cristiane Neves, que coordena a equipe quatro do Circuito Tecnológico, o atraso na entrega do glifosato, herbicida utilizado nas lavouras de soja, já chega a 10 dias. “O produtor nos informou que pegou emprestado com o vizinho”, relatou o diário de bordo da equipe de Cristiane. Steffen já plantou 20% da sua área, que totaliza 1.330 hectares.

Além do atraso na entrega dos insumos, outro problema já identificado pelas equipes do Circuito Tecnológico é com relação a qualidade dos produtos entregues ao produtor. O produtor Carlos Belló, de Tapurah, relatou que as sementes compradas não chegaram na quantidade correta. “Ele nos informou que comprou 40 quilos de semente, mas recebeu 38 quilos, 39,5 quilos.  Outros produtores também reclamaram do mesmo problema. Além do baixo vigor e germinação das sementes”, relatou o supervisor Eliandro Zaffari, que coordena a equipe cinco.

Um dos objetivos do Circuito Tecnológico é exatamente levantar a situação da qualidade dos insumos entregues aos produtores de Mato Grosso. As rodadas iniciaram no dia 15 e seguem até o dia 26 de outubro. Na primeira semana, que vai até o dia 19 deste mês, as cinco equipes que compõem o Circuito percorrem as propriedades nas regiões oeste e norte. Na segunda semana, entre os dias 22 e 26, serão visitadas as propriedades nas regiões sul e leste.

A meta é percorrer 400 propriedades rurais de todas as regiões produtoras, aplicando questionários e coletando amostras de sementes e fertilizantes, que serão enviadas para laboratórios credenciados para análise.

Parcerias – O Circuito Tecnológico conta o patrocínio do Sicredi, Basf e Chevrolet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: