Tempo contrastante

16 out

No primeiro dia de campo do Circuito Tecnológico as cinco equipes visitaram 32 propriedades, ao longo da BR-163, BR-364 e MT-010, a grande maioria pertencentes aos municípios de Diamantino e Nova Mutum. De forma geral, os relatos são de chuvas espaças e com irregularidade, porém nada que comprometa o plantio da soja para esta safra 2012/13. As rodadas iniciaram na última segunda (15.10) e esta semana serão percorridas as propriedades nas regiões Norte e Oeste do estado.

A equipe um, coordenada pela supervisora Susiane Azevedo, informou que das oito propriedades visitadas na região de Diamantino, seis tinham paralisado o plantio devido à falta de chuva. “Alguns já estão há uma semana sem plantar, outros pararam no sábado passado. No geral, as propriedades já estavam com 20 a 60% do plantio realizado, restando pouco para finalizar”, informou Susiane. A equipe dela conta ainda com dois alunos, um da Universidade Federal de Mato Grosso e um da Univag.

O gerente institucional da Aprosoja e coordenador da equipe três, Nery Ribas, ressaltou que em algumas propriedades ao longo da BR-163 muitas áreas estavam com plantio parado ou nem se quer tinham iniciado o plantio devido a falta de chuva

Já na MT-235, no trecho entre Nova Mutum a Santa Rita do Trivelato, a equipe dois, liderada pela supervisora Franciele Dal’Maso, as condições climáticas encontradas foram melhores do que as vistas na região de Diamantino. “Choveu no dia anterior da nossa visita, aproximadamente 50 milímetros e encontramos vários produtores plantando. Muitos estavam animados, principalmente porque irão conseguir terminar o plantio da soja a tempo de pegar a janela ideal para o plantio da segunda safra com milho, a partir de janeiro e fevereiro”, relatou Franciele.

Na propriedade de Ariberto Claas e do filho André Claas, o plantio segue acelerado. Eles aproveitaram os 10 milímetros de chuva que caiu do último sábado (13) e estão dando sequência ao plantio de soja. Até o momento, já semearam 70% dos 500 hectares que serão cultivados nesta safra.

Em todas as visitas a receptividade por parte dos produtores têm sido excelente. O produtor Natal Vitório Raimundo, participa pelo segundo ano do Circuito Tecnológico e destacou que utiliza as informações enviadas pela Aprosoja no dia a dia da gestão da propriedade. “São informações valiosas, que nos ajudam muito, por isso faço questão de participar”, destacou Raimundo.

Esta primeira semana do Circuito Tecnológico segue até o dia 19. O objetivo da expedição é coletar sementes e fertilizantes, que serão analisados por laboratórios credenciados. Os resultados irão auxiliar o produtor na tomada de decisão na hora de adquirir os insumos e servem se subsídios para a Aprosoja pleitear fiscalizações e outras providências do Ministério da Agricultura.

No primeiro dia foram realizadas 49 coletas, entre sementes e fertilizantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: