Uma família unida pela agricultura

18 out

Francisco Badan e esposa, em Nova Mutum

Francisco Badan chegou em 1983 em Mato Grosso, vindo do Paraná para trabalhar em uma agropecuária em Nova Mutum. De lá para cá, a família Badan se tornou proprietária rural, acumulando altos índices de produtividade e contando já com a terceira geração para a administração dos negócios no campo. Foi na sede da fazenda Santa Luzia, em Nova Mutum, que os Badan receberam as cinco equipes do Circuito Tecnológico, diretores da Aprosoja e jornalistas para dar início à terceira edição do projeto.

“Meu pai foi a base. Ele começou com pecuária, e a partir de 1989 passou a plantar soja, foi um dos pioneiros daqui da região”, relembra Ronaldo Badan, de 59 anos. Com novas tecnologias e melhorias na logística, a família consegue hoje tirar 64 sacas por hectare – um índice para lá de eficiente. “As condições de trabalho mudaram da água pro vinho. Hoje tem técnica, tem maquinário, mais facilidade. Para ir para Cuiabá, levávamos de dois a três dias”, compara Ronaldo.

Da fazenda inicial da família, de 1.050 hectares, os Badan somam hoje 1.800 hectares. A grande virada, no entanto, foi a transformação em “empresários”. “Éramos empregados, hoje somos patrões, e a atividade vai continuar com a próxima geração”, comenta Ronaldo.

Rodrigo Badan: terceira geração

A ligação da família com a agricultura se tornou tão grande que Rodrigo Badan, neto de ‘seo’ Francisco, investe agora em aviação agrícola. “Sempre quis voar. Desde os seis anos me imaginava voando, e comecei a investir no negócio há 12 anos”, explica Rodrigo, que tem uma empresa de aviação agrícola e atende boa parte dos produtores rurais de Nova Mutum. “E nunca pensei em trabalhar com aviação que não fosse agrícola. Meu negócio é esse aqui”, afirma.

A família Badan reunida

Pecuária, soja, aviação agrícola… a família Badan permanece unida pela agricultura e não dá sinais de que vai ser diferente nos próximos anos. Vida longa! (Thaís Castro)

Anúncios

Uma resposta to “Uma família unida pela agricultura”

  1. ANTONIO CARLOS FONSECA BODON 17 de abril de 2012 às 17:39 #

    Fiquei muito feliz em ver meu tio, tia, primos gente que batalhou muito para chegar onde estão, lembro muito bem da trajetória deles em Jaguapitã pr, logo logo espero poder revelos pessoalmente, abraços fraternal em todos Antonio Carlos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: