Expedição percorreu sete mil quilômetros para verificar lavouras de milho

27 mai

As equipes da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) que participaram do Circuito Tecnológico Etapa Milho visitaram 155 propriedades rurais e aplicaram 122 questionários durante a semana de expedição realizada no início de maio. Os técnicos verificaram as lavouras de milho e conversaram com os produtores rurais para fazer um raio-x da safra deste ano em Mato Grosso. Os resultados finais serão divulgados em um mês.

“O Circuito Tecnológico foi muito produtivo, pois além de verificarmos a situação real das lavouras, indiretamente conseguimos ver as condições das estradas e de armazenagem. Isso nos dá um panorama importante da safra”, explica o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas.

Apesar da dificuldade de encontrar os responsáveis pelas fazendas nesta época, Ribas ressalta que é o melhor momento para verificar as lavouras. “Neste estágio da lavoura é que há a possibilidade de fazer as avaliações da cultura”, explica. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), também realizadora do evento, fez levantamento das doenças, das pragas, espaçamento na lavoura, entre outros.

A viagem pelos quatro cantos do estado foi importante para os técnicos do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), parceiro do Circuito Tecnológico Etapa Milho,  verificarem a área plantada com a cultura. O instituto reviu a estimativa de área no último levantamento, que passou para 3 milhões de hectares – um acréscimo de pouco mais de 35 mil hectares em relação à semana anterior.

Durante os cincos dias de expedição, foram percorridos sete mil quilômetros em 28 municípios. A região Norte de Mato Grosso é a que planta mais milho, 34% do total de área cultivada, seguida pela Oeste (26%), Sul (24%) e Leste (16%). O Circuito Tecnológico Etapa Milho é uma realização da Aprosoja-MT e Embrapa, com parceria do Imea e patrocínio da Syngenta e Agroeste e apoio da Land Rover Caramori.Circuito Tecnológico Milho2

Circuito Tecnológico na TV

9 mai

Nesta quinta (08), a equipe da região Norte foi acompanhada por uma equipe do Canal do Boi. Eles registraram o trabalho dos técnicos da Aprosoja, Embrapa e Imea durante o Circuito Tecnológico Etapa Milho, em Sinop. 

Image

Tem de tudo em Mato Grosso!

9 mai

Nem só de grãos vive o estado de Mato Grosso. No Circuito Tecnológico Etapa Milho, a equipe da região Leste encontrou boiada pelo caminho, seringueiras e até um cachorro sedento. É uma aventura conhecer este estado tão pujante, tão diversificado!

Circuito Tecnológico Milho3

Equipes estão na estrada há três dias

8 mai

A equipe da região Oeste teve dificuldade de encontrar os produtores rurais em suas propriedades. Em Campo Novo do Parecis, viram muitas lavouras de girassol e milho pipoca.  Na região Sul, em Jaciara e Campo Verde, choveu razoavelmente bem e os produtores ficaram mais tranquilos. Já na região Leste, entre Canarana e Vila dos Baianos, muitas áreas de milheto. As equipes do Circuito Tecnológico Etapa Milho percorreram as fazendas de Mato Grosso pelo terceiro dia.

Circuito Tecnológico Milho2

Boa convivência!

8 mai

Image

O famoso porco-do-mato faz um estrago nas lavouras de milho, mas já esperado pelos produtores nas regiões que a espécie é nativa. Os produtores entendem a importância de contribuir para a não extinção da espécie e aprender a conviver com eles. Essa foto é na Fazenda Verde, no município de Rondonópolis, que está com uma área de 2.350 hectares de milho segunda safra, metade da área da safra passada.

Chuva chega em alguns municípios da região Sul

8 mai

Image

A tão necessária e esperada pelos produtores, a chuva, chegou na tarde e noite de terça (06). Choveu nos municípios de Juscimeira, Jaciara, Campo Verde e nas fazendas próximas a Serra de São Vicente. A maioria das lavouras visitadas na região está na fase de enchimento de grão, fase em que a chuva pode fazer toda a diferença no rendimento da produção. Na Fazenda Estrela Dalva, há 17 km da BR-364, no município de Santo Antônio do Leveger choveu 40 mm ², contou o gerente da fazenda , Emerson Buch. Lá foram plantados 430 hectares de milho segunda safra com expectativa de 100 sacas por hectare. Em relação ao ano passado a queda na produtividade deve ser de 23% devido ao plantio fora da janela por conta do excesso de chuva na colheita da soja.

Embrapa faz levantamento de dados a campo

7 mai

Image

A também realizadora da primeira edição do Circuito Tecnológico Etapa Milho a Embrapa está fazendo levantamento de dados a campo nas lavouras de milho. Em cada equipe do Circuito tem um pesquisador da entidade que vai até às lavouras de milho para identificar o estádio de desenvolvimento do milho, o espaçamento entre linhas, a quantidade de plantas por 4 m², o número de espigas por pé e se tem lagartas atacando ou não e qual a quantidade.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.